PERGUNTAS
FREQUENTES

O 8º Prêmio GRPCOM de Criação irá reconhecer as melhores peças de TV, Rádio, Jornal, Digital e de Responsabilidade Social veiculadas em nossas mídias, no período de 29 de agosto de 2015 a 26 de agosto de 2016.
O Prêmio GRPCOM de Criação é composto por é composto por 9 (nove) diferentes PRÊMIOS:

1) PRÊMIO TELEVISÃO CURITIBA
2) PRÊMIO TELEVISÃO REGIONAL
3) PRÊMIO RÁDIO
4) PRÊMIO JORNAL
5) PRÊMIO DIGITAL
6) PRÊMIO RESPONSABILIDADE SOCIAL
7) AGÊNCIA DO ANO
8) PRODUTORA DE VÍDEO
9) PRODUTORA DE ÁUDIO
Poderão concorrer ao Prêmio Televisão Curitiba materiais veiculados na emissora RPC Curitiba, e criados por agências de propaganda (pessoa jurídica) sediadas (inclusive matriz) no estado do Paraná, cujos espaços de mídia foram contratados (diretamente) através da RPC Curitiba, independentemente do local onde foi a veiculação do mesmo. Ou seja, clientes/agências atendidos diretamente pela equipe comercial da RPC Curitiba.
Para concorrer ao Prêmio Televisão Curitiba é necessário o mínimo de 10 inserções com secundagem múltipla de 15” (ou o equivalente em valor bruto de uma 01 inserção local no Jornal Nacional, de acordo com tabela vigente durante o período de veiculação).
Poderão concorrer ao Prêmio Televisão Regional materiais veiculados nas emissoras RPC Londrina, RPC Maringá, RPC Paranavaí, RPC Foz do Iguaçu, RPC Ponta Grossa, RPC Cascavel e RPC Guarapuava (doravante denominadas REGIONAIS RPC) e criados por agências de propaganda (pessoa jurídica) sediadas (inclusive matriz) no estado do Paraná, cujos espaços de mídia foram contratados (diretamente) através de uma das emissoras citadas acima. Ou seja, clientes/agências atendidos diretamente pela equipe comercial RPC. Os materiais inscritos concorrerão na regional onde foi adquirido o espaço comercial, independentemente do local onde foi a veiculação do mesmo. Cada agência poderá inscrever mais de um material em cada REGIONAL RPC, sendo vedada a inscrição do mesmo material em mais de uma REGIONAL RPC.
Para concorrer ao Prêmio Televisão Regional é necessário o mínimo de 10 inserções com secundagem múltipla de 15” (ou o equivalente em valor bruto de uma 01 inserção local no Jornal Nacional, de acordo com tabela vigente durante o período de veiculação).
Poderão concorrer ao Prêmio Rádio materiais veiculados nas rádios 98FM, Mundo Livre FM (de Curitiba e de Maringá) criados por agências de propaganda (pessoa jurídica) sediadas em qualquer lugar do Brasil.
Para concorrer ao Prêmio Rádio são necessárias 50 inserções de 15”, 25 inserções de 30”, 16 inserções de 45” ou 12 inserções de 60” nas rádios 98FM e Mundo Livre FM (de Curitiba e de Maringá). Importante: se uma peça tiver sido veiculada em mais de uma rádio simultaneamente, a soma das veiculações deve corresponder ao número mínimo de inserções descrito acima.
Poderão concorrer ao Prêmio Jornal materiais veiculados nos jornais Gazeta do Povo e/ou Tribuna, criados por agências de propaganda (pessoa jurídica) sediadas em qualquer lugar do Brasil.
Para concorrer ao Prêmio Jornal é necessário 01 inserção no jornal Gazeta do Povo e/ou Tribuna. O material deverá ser inscrito no mesmo formato em que foi veiculado conforme citado no item 4 do regulamento.
Poderão concorrer ao Prêmio Digital materiais veiculados nos sites dos veículos Gazeta do Povo, sites da TV Globo, Paraná Online/Tribuna, e nas versões para tablet e/ou mobile da Gazeta do Povo e Paraná Online/Tribuna, 98FM e Mundo Livre FM (Curitiba e Maringá), criados por agências de propaganda (pessoa jurídica) sediadas em qualquer lugar do Brasil. No caso dos sites da TV Globo somente é permitida a participação de materiais cujos espaços de mídia foram contratados (diretamente) através da RPC. Ou seja, clientes/agências atendidos diretamente pela equipe Comercial da RPC e agências de propaganda (pessoa jurídica) sediadas (inclusive matriz) no estado do Paraná.
Para concorrer ao Prêmio Digital é necessário o mínimo de 01 diária com 40.000 impressões ou 40.000 impressões no site da Gazeta do Povo, sites da TV Globo, Paraná Online/Tribuna, 98FM e Mundo Livre FM (Curitiba e Maringá). Para tablet (Gazeta do Povo), mínimo de 1 anúncio (entrega mensal) de página inteira. Para mobile (Gazeta do Povo e Paraná Online/Tribuna), mínimo de 1 diária veiculada. Importante: se uma peça tiver sido veiculada em mais de um site simultaneamente, a soma do volume total veiculado deve corresponder ao número mínimo de inserções descrito acima.
O Prêmio Responsabilidade Social tem o objetivo de reconhecer o trabalho voluntário de agências que desenvolvem campanhas de comunicação para entidades do 3.º setor e/ou causas sociais de interesse público. Poderão concorrer a este prêmio materiais que tenham sido veiculados na emissora RPC; nas rádios 98FM e Mundo Livre FM (de Curitiba e de Maringá); nos jornais Gazeta do Povo e Tribuna; e nos sites dos veículos do GRPCOM no período compreendido entre 29 de agosto de 2015 até 26 de agosto de 2016, por meio de cessão gratuita de espaços, dentro da política de publicidade social GRPCOM. Tais materiais devem, obrigatoriamente, ter sido criado por agências de propaganda (pessoa jurídica) sediadas (inclusive matriz) no estado do Paraná. Os materiais devem ter sido desenvolvidos em favor de entidades paranaenses do terceiro setor e/ou causas sociais. Nessa categoria, a premiação prevê ouro, prata e bronze para todos os materiais inscritos na categoria. Ou seja, os materiais de diferentes plataformas concorrem entre si e os vencedores destes prêmios não participarão do Grand Prix.
Não, neste caso está vedada a participação no Prêmio GRPCOM de Criação, exceto Prêmio Responsabilidade Social. E exceto os que possuírem Plano de Inserção (PI) sem valor (igual a zero) que esteja vinculada a uma campanha com inserções em outros veículos do grupo (prêmios) que levem a assinatura, ou cuja ideia criativa tenha sido desenvolvida por quaisquer das empresas pertencentes ao GRPCOM ou qualquer outro veículo de comunicação, ou cujo conteúdo faça referências de qualquer espécie a essas empresas, seus produtos, projetos e serviços.
Não, está vedada a participação no Prêmio GRPCOM de Criação propaganda de governo e autoridades constituídas quando se tratar de propaganda eleitoral.
Não, as peças deverão manter o conteúdo originalmente veiculado, não podendo sofrer nenhuma alteração e/ou edição.
Poderão ser inscritos apenas materiais cujos anunciantes autorizaram (prévia e formalmente) suas participações. Caso sejam solicitadas, estas autorizações deverão ser entregues ao GRPCOM.
Os materiais deverão estar de acordo com as regulamentações do CONAR (CONSELHO DE AUTORREGULAMENTAÇÃO PUBLICITÁRIA), sob pena de vedação/cancelamento de inscrição e/ou desclassificação.
Os materiais poderão concorrer como campanha ou peças individuais. Entende-se por campanha mais de uma peça com mesma linha criativa e que tenha sido exibida no mesmo veículo, sendo que serão aceitas até (no máximo) 03 peças por campanha, as quais não poderão ser inscritas individualmente. Ou seja, não serão aceitas diferentes inscrições de peças isoladas que, por sua abordagem, tema, produto ou aspecto, possam ser julgadas como uma única campanha. Nesse caso, para os prêmios TV Curitiba, TV Regional e Digital, poderão ser inscritos vídeo cases da campanha, com duração máxima de 1’30’’ ou até 3 peças separadas.
Entende-se por vídeo case o material que apresente o conceito da campanha, as peças e os resultados obtidos. Nesse caso será permitido apresentar os desdobramentos da campanha exclusivamente do meio/prêmio em que se inscrever. Por exemplo, um vídeo case de TV deverá apresentar a campanha e os desdobramentos no meio TV, não sendo permitido citar ou apresentar os desdobramentos em outros veículos de comunicação.
Não. As inscrições para o Prêmio GRPCOM de Criação são gratuitas.
As inscrições devem ser feitas no período de 1º de agosto a 26 de agosto de 2016, exclusivamente, através do site oficial do prêmio (www.premiogrpcomdecriacao.com.br).
Não. O envio do material é feito exclusivamente via site.
Só participarão deste concurso os materiais devidamente inscritos no site oficial do prêmio até as 23h59 do dia 26 de agosto de 2016.
Materiais de TV: Fazer o upload do arquivo no site durante o ato da inscrição da peça, no formato AVI NTSC, janela mínima 720 x 486, Framerate 29.97 Codec DV AVI ou formato MP4. Os arquivos deverão ser nomeados com o título do material (peça/campanha).

Materiais de Jornal: Fazer o upload do arquivo no site durante o ato da inscrição da peça, com extensão “JPG” em alta resolução. Fazer o upload também da imagem da página do jornal caso o anúncio tenha algum efeito devido ao seu posicionamento. Os arquivos deverão ser nomeados com o título do material (peça/campanha).

Materiais de Rádio: Fazer o upload do arquivo no site durante o ato da inscrição da peça, com extensão “MP3”. Os arquivos deverão ser nomeados com o título do material (peça/campanha).

Materiais de Digitais: Fazer o upload do arquivo no site durante o ato da inscrição da peça, em um dos seguintes formatos: “jpg”, “gif”, “swf “(flash) ou “rich media” (dhtml). Os arquivos deverão ser nomeados com o título do material (peça/campanha).No caso do material ser um videocase ele deverá seguir a especificação do material de TV (acima).

As agências vencedoras do Prêmio Televisão Curitiba, Televisão Regional, Rádio, Jornal, Digital e Responsabilidade Social, cujos materiais foram classificados em 2º e 3º lugares de cada categoria, serão premiadas com um “Certificado de Premiação (cada)”.

As agências vencedoras do Prêmio Televisão Curitiba, Televisão Regional, Rádio, Jornal, Digital E Responsabilidade Social, cujos materiais foram classificados em 1º lugar de cada categoria, serão premiadas com um “Certificado de Premiação”, com um “Troféu” (cada) e com visibilidade nos veículos GRPCOM (a critério desta – GRPCOM).

As agências do Prêmio Televisão Curitiba, Televisão Regional, Rádio, Jornal e Digital, cujos materiais foram classificados como Grand Prix, serão premiadas com um “Certificado de Premiação”, com um “Troféu” (cada) e com visibilidade nos veículos GRPCOM (a critério desta – GRPCOM).

As Produtoras de Áudio, Vídeo e/ou Fotografia dos materiais que foram classificados como Grand Prix serão reconhecidas no evento de premiação com um “Certificado de Premiação”.

Todos os premiados nos rankings Agência do Ano, Produtora de Vídeo do Ano, Produtora de Áudio do Ano serão reconhecidos no evento de premiação com um “Certificado de Premiação” e um “Troféu” (cada).

O Prêmio Responsabilidade Social não contempla a possibilidade de premiação Grand Prix.

As agências cujos materiais foram eventualmente classificados como Grand Prix dos prêmios Televisão Curitiba, Televisão Regional, Rádio, Jornal e Digital serão automaticamente convidadas a apresentarem suas propostas na concorrência da campanha para o Prêmio GRPCOM de Criação 2017 promovida pelo GRPCOM. Para isso, cada agência receberá uma verba de R$ 3.000,00 para cobrir os custos da sua participação na referida concorrência. A agência vencedora da concorrência será remunerada com 15% do valor bruto de toda a produção de materiais de comunicação da campanha.

Todas as agências interessadas em participar na referida concorrência receberão o briefing da campanha com todas as informações sobre budget, etapas da campanha, prazos, critérios de escolha da campanha vencedora e demais informações que possam ser relevantes.